Textos
Título Categoria Data Leituras
MORRENDO EU QUERO LEVAR UM LIVRO NO MEU CAIXÃO. Cordel 25/07/08 70
O QUANTO O TEMPO É PERVERSO Poesias > Saudade 25/07/08 67
OH! MAMÃE, SEU CARINHO É TÃO SUBLIME QUE O POETA ESCREVER NUNCA CONSEGUE. Poesias > Família 25/07/08 322
AINDA TENHO GUARDADA MINHA CARTA DE ABC. Poesias > Saudade 24/07/08 951
EU VOU LEMBRAR AO MACHADO QUE SEU CABO É DE MADEIRA. Poesias > Esperança 24/07/08 85
ENSAIO DE CANTORIA Cordel 24/07/08 238
NO FINAL O HOMEM MORRE AH! MEU DEUS O QUE LUCROU! Cordel 23/07/08 52
QUANDO O GRANDE TEM MEDO DE CAIR O PEQUENO PELEJA E NÃO SE APRUMA. Poesias > Social 23/07/08 29
PAPAI QUE NO CÉU ME ESCUTA RECEBA ESTA SAUDAÇÃO. Poesias > Recordações 23/07/08 88
POLÍTICO JÁ MENTIU TANTO QUE O BOM MATUTO APRENDEU. Cordel 22/07/08 182
NÃO CANTO, MAS PRESTIGIO QUEM VIVE DA PROFISSÃO Cordel 22/07/08 64
SE NÃO FOSSE O POETA VIOLEIRO QUEM CANTAVA AS BELEZAS DO SERTÃO. Cordel 22/07/08 1770
NÃO PRECISA EXPLICAR OS SEUS FRACASSOS MANDE, AGORA, A ALIANÇA QUE LHE DEI. Poesias > Desilusão 20/07/08 34
E SE EU TIVESSE MORRIDO NINGUÉM CHORAVA POR MIM! Poesias > Solidão 20/07/08 65
NOS ENSINOS DA VIDA EU APRENDI DIVIDIR, SER HUMILDE E RESPEITAR Poesias > Social 20/07/08 532
ORIGENS DE UM VERSO Cordel 18/07/08 192
NINGUÉM DERRUBA UM TIJOLO DO CASARÃO DA FAZENDA. Poesias > Recordações 18/07/08 383
SE EU NÃO FOSSE ADVOGADO Cordel 18/07/08 312
ISTO É SERTÃO OU NÃO É? Poesias > Regionais 17/07/08 182
É TRISTE COLHER O FRUTO DO ÓDIO E DA VIOLÊNCIA. Poesias 17/07/08 39
Página 5 de 7 1 2 3 4 5 6 7 [«anterior] [próxima»]