Textos

    PAPAI QUE NO CÉU ME ESCUTA 
    RECEBA ESTA SAUDAÇÃO



                Mote criado e versejado no dia 10.08.2000, dia dos pais, quando o autor visitava o túmulo de seu genitor. Ali mesmo idealizou os versos e ao chegar em casa assim discorreu no papel. 


Na passagem de seu dia
sua história recordei,
o seu túmulo visitei
e rezei uma Ave Maria,
a sua matéria eu via
na minha imaginação,
fiz uma avaliação
da sua nobre conduta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Sem me afastar do critério
dos conselhos de Jesus,
pousei meus joelhos nus
no solo do cemitério,
depois rezei um mistério
a título de oração,
pela minha formação
agradeci sua luta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Foi bravo enquanto viveu,
no roçado trabalhou,
catorze filhos criou,
com oitenta e seis morreu;
eu herdei o nome seu
por força de tradição,
hoje tenho obrigação
de honrar sua labuta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Seu comportamento exato
conservo em minha lembrança,
seu nome foi a herança
que me fez feliz e grato;
ontem, zelei seu retrato
na sala do casarão,
também guardei seu bastão
que lhe serviu de batuta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Sua história é uma agenda
que nem o tempo consome,
se alguém criticar seu nome,
na terra, tem quem defenda,
quero que o Senhor entenda
minha manifestação,
seu gesto de cidadão
toda família executa
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

O casarão da ladeira
ainda está conservado,
o curral foi melhorado
com dois mourões de madeira,
ainda acendo a fogueira
de São Pedro e de São João,
da nossa Renovação
a vizinhança desfruta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Exemplos bons e perfeitos
deixou para os descendentes,
conselhos bons e decentes
foram por todos aceitos,
os seus negócios direitos
me serviram de lição,
do teor desta canção
vou lhe mandar a minuta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Depois que o Senhor morreu
tudo mudou na fazenda,
houve redução de renda,
muita seca aconteceu,
o bicudo apareceu
e acabou com o algodão,
o que ia em caminhão
hoje sai numa mucuta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Na terra em que trabalhava
eu fiz tudo o quanto pude
construí aquele açude
que o Senhor tanto esperava,
onde escuridão reinava
tem hoje iluminação,
também fiz um cacimbão
ao lado esquerdo da gruta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Meu mestre, meu defensor,
meu patrono, meu amigo,
que sempre esteve comigo
na alegria e na dor,
desde o dia em que o Senhor
partiu naquele caixão,
minha sofrida feição
nunca mais viveu enxuta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Papai, ainda não sei
se aí vive conformado
e se recebeu o recado
que por mamãe eu mandei.
Quando mãe disse: eu cheguei!
Qual foi a sua emoção?
Se sua satisfação
se tornou absoluta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Com seus irmãos naturais
deve estar muito feliz:
José Ernesto e Luiz,
Dondom, Venância e Tomaz;
Raimundo, em Minas Gerais,
manda recomendação,
diz que deixou seu torrão
por causa da seca bruta
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.

Deve estar com o Divino
e com seu irmão Apolônio,
seus amigos: Zé Antônio,
Joaquim Hermes, Celestino,
Pompílio, Elizeu, Firmino,
Manoel Américo e João,
Nem e Joda Bastião
foram da mesma disputa
- Papai que no céu me escuta
receba esta saudação.
Pedro Ernesto Filho
Enviado por Pedro Ernesto Filho em 23/07/2008
Alterado em 21/02/2010

Música: Quando vovô dançava - Dilermano Reis



Comentários