Textos



VOCÊ QUE BEBE OU QUE FUMA
É MAIS BURRO DO QUE EU
 

                       Um poema apenas para o gracejo, pois o autor nada tem contra a quem bebe ou fuma com responsabilidade. Veja, portanto, o mote em sete sílabas.   


Eu sei que não sou um gênio,
estou entre os medianos,
mas não comprometo os anos
matando o oxigênio,
se entrei no novo milênio
foi porque Deus concedeu
e a vida que Ele me deu
não troco em coisa nenhuma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
Para deixar de beber
e melhorar sua vida,
em vez de comprar bebida
peça um livro para ler,
é de um cigarro acender
leia um poema de Abreu,
das canções de Elizeu
pode escolher qualquer uma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
Você que bebe bastante
já tombou num pé de muro
e de um cachorro pé-duro
recebeu desodorante,
na condição de fumante
a cachaça lhe ofendeu,
sem querer adormeceu
entre o vômito e a espuma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
  
A si mesmo se enganando,
pensando que engana alguém,
promete vir, mas não vem
e assim vai se desgastando,
a namorada esperando
no aniversário seu,
dessa vez você perdeu
boa chance de dar uma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
Você que virou notícia
por motivo da cachaça,
e até passeou de graça
no transporte da polícia,
a sua história patrícia
a droga  comprometeu,
de cirrose adoeceu
e em busca do câncer ruma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
A saída do feijão
vive um pouco desgastada
por motivo de dedada
dos amigos de balcão,
até mesmo a condição
de cidadão já perdeu,
sua moral encolheu
e apanha mais não se apruma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
Os amigos desconhecem,
os filhos não ligam mais,
com as besteiras que faz
os colegas se aborrecem,
as inimizades crescem
em prol do que cometeu,
com suor que apodreceu
o seu corpo se perfuma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
Leva tudo em brincadeira
não ligou para estudar,
na hora em que vai falar
não pensa e só diz asneira,
na gramática brasileira
estudou, nada aprendeu,
se aprendeu já esqueceu
e em vez de como, diz cuma,
 - Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.
 
Passa o sábado na barraca,
no domingo, a tarde inteira,
quando é na segunda-feira
amanhece de ressaca;
no corpo, golpe de faca,
que outro cachaceiro deu,
dos tapas que recebeu
não recorda coisa alguma
- Você que bebe ou que fuma
é mais burro do que eu.

Pedro Ernesto Filho
Enviado por Pedro Ernesto Filho em 02/10/2011
Alterado em 13/01/2013


Comentários