Meu Diário
15/03/2009 12h54
Espaço novo-21 - Estrofe da semana
 Sem modificar a forma
novo estilo se desenha,
até o fogão de lenha
também recebeu reforma,
conservando a plataforma
foi revestido e pintado,
um alpendre arquitetado
numa beleza estupenda
- O casarão da fazenda
agora está reformado.
 

Publicado por Pedro Ernesto Filho em 15/03/2009 às 12h54
 
08/03/2009 08h42
Espaço novo-20 - Estrofe da semana


No Dia Internacional da Mulher



Uma planta irrigada cresce mais,

uma noiva trajada é mais decente,

uma nuvem acenando no nascente

é promessa de índices pluviais,

a poesia romântica gera paz,

a história é mais forte quando escrita,

a mensagem pensada é erudita,

uma décima narrada é uma glosa,

uma flor orvalhada é mais charmosa
e a mulher que perdoa é mais bonita.


Publicado por Pedro Ernesto Filho em 08/03/2009 às 08h42
 
01/03/2009 08h13
Espaço novo-19 - Estrofe da semana

Onde o leite é vendido sem mistura,

boa marca mereça confiança,

candidato não haja com lambança

e a poesia transite sem censura,

não se louvem as ações da ditadura

num regime que ancora a presidência,

as fronteiras combatam entorpecência,

carnaval ceda espaço à cantoria

-Se eu nascesse de novo pediria

pra viver no país da consciência.

 


Publicado por Pedro Ernesto Filho em 01/03/2009 às 08h13
 
15/02/2009 09h46
Espaço novo-18 - Estrofe da semana

Hoje, a guerra se implanta

minguando a humanidade,

mistificando a verdade

expressa na Bíblia Santa;

a repressão se decanta

nos princípios luteranos,

mas as dimensões dos danos

Jesus Cristo pesa e mede

- A falta de paz procede

dos corações desumanos.


 


Publicado por Pedro Ernesto Filho em 15/02/2009 às 09h46
 
08/02/2009 09h08
Espaço novo-17 - Estrofe da semana
            Pedrto Ernesto e Aldaci de França desenvolvendo o mote na peleja Ensaio de Cantoria.

 
PE - Fiquei pronto no altar
da igreja ornamentada,
gente dentro e na calçada
aguardando a noiva entrar,
em vez de a noiva chegar
quem entrou foi seu irmão
pra dizer à multidão
que a noiva tinha fugido
-Chorei porque fui ferido
pela sua ingratidão.

AF - Fui concluir meu mestrado
e a professora, Doutora,
na banca examinadora,
de propósito, agiu errado,
por isto fui reprovado,
mas minha dissertação
justificava a visão
dos mestres que eu tinha lido
-Chorei porque fui ferido
pela sua ingratidão.


Publicado por Pedro Ernesto Filho em 08/02/2009 às 09h08



Página 10 de 14 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]